quarta-feira, 29 de setembro de 2021

_ das lonjuras e silêncios


'estragas-me a paz
e eu preciso das minhas solidões,
_ de bocados mentais sem ti .'

14 comentários:

  1. é tão importante conseguirmos encontrar a paz interior.
    Belíssima imagem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Falou e disse. A foto é maravilhosa.
    .
    Cumprimentos cordiais
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  3. Gostei deste silêncio e do ondular das águas onde a ave desliza silenciosa, sem perturbar a paz que tanto precisamos.
    Linda foto!
    Abraço Lis

    ResponderExcluir
  4. Precisamos todos de paz e silêncio... Linda foto! bjs, chica

    ResponderExcluir
  5. Grande escritor! Nosso ninho de vida revela grandes segredos.
    Escreveste com muita propriedade,com narrativa poética.
    Saúde, paz e felicidade!

    ResponderExcluir
  6. Perfeito!
    Todos precisamos dos "nossos" momentos!
    Sem eles...somos alvoroço!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  7. E se todos fôssemos iguais?
    Deixemo-lo em paz. Dentro dele dorme um poema!
    Abraços, Lis!

    ResponderExcluir
  8. Eu estrago-lhe a paz?
    Espero bem que não.
    E também espero que a bela gaivota (se não é gaivota é um pássaro parecido) não lhe estrague a paz.
    :-D

    Bonita composição. Com um belo jogo de ondular da água e com o pássaro em respeito pela regra dos terços.

    ResponderExcluir
  9. Estar no lugar certo, na hora H e um lindo click Lis.
    Parece pintura.
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. Bom dia de domingo, querida amiga Lis!
    Uma legenda verdadeira demais.
    Há pessoas que nos roubam a paz.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderExcluir