quinta-feira, 5 de julho de 2012

Museu de Arte Contemporânea _MAC


em close

14 comentários:

  1. E que pose ele fez pra ti,rssr LINDA foto!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Grande arquiteto, esse!
    Bela fotografia!
    Bjis

    ResponderExcluir
  3. Não ficou?
    Ah! Dizia que admirava o arquiteto deste belo edifício.
    E a fantástica fotografia,
    bjis

    ResponderExcluir
  4. Lis, boa noite!
    Muito bonito esse Museu de Arte, bjs

    Obs.: estava lendo meu comentário no outro post, me perdoe a falha de não ter respondido sua resposta, estava muito cansada, foi isso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Oi Lis
    Gosto desta arquitectura, destas linhas simples , mas cheias de arte. Uma excelente foto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Descobri hoje os seus blogues.

    Uma maravilha.

    As fotos são fantásticas. A máquina e a sensibilidade da fotógrafa juntas, numa simbiose total.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  7. Este edifício tem um grande toque de originalidade.
    Estão os dois de parabéns, tanto o arquitecto como a fotógrafa.
    :-)

    ResponderExcluir
  8. Já vi varias,mas esta está um show.
    Parabens Lis.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. A arquitectura é muito original!
    O click também está óptimo :)

    ResponderExcluir
  10. Fantástica foto!

    Captaste a grandeza e originalidade do edifício.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Lis, me permita deixar um comentário do "pai" do MAC:
    Em poucas palavras o arquiteto Oscar Niemeyer (1907) resume o seu projeto para o Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC-Niterói): "O terreno era estreito, cercado pelo mar e a solução aconteceu naturalmente, tendo como ponto de partida o apoio central inevitável. Dele, a arquitetura ocorreu espontânea como uma flor. A vista para o mar era belíssima e cabia aproveitá-la. E suspendi o edifício e sob ele o panorama se estendeu mais rico ainda. Defini então o perfil do museu. Uma linha que nasce do chão e sem interrupção cresce e se desdobra, sensual, até a cobertura. A forma do prédio, que sempre imaginei circular, se fixou e, no seu interior me detive apaixonado. À volta do museu criei uma galeria aberta para o mar, repetindo-a no segundo pavimento, como um mezanino debruçado sobre o grande salão de exposições".

    Bela foto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Arquitectura arrojada e bela...

    ResponderExcluir